• Notícias
  • Invasão de rede Wi-Fi: saiba como evitar esse tipo de ameaça e proteger sua conexão

Invasão de rede Wi-Fi: saiba como evitar esse tipo de ameaça e proteger sua conexão

2022-05-18

Ao contrário do que muitos usuários imaginam, garantir a segurança de uma rede de internet não se resume à proteção de computadores e smartphones. Da mesma forma que esses dispositivos podem ser invadidos, roteadores Wi-Fi – e até mesmo modens a cabo – também estão na mira dos cibercriminosos e podem sofrer sérios danos, caso não estejam devidamente assegurados.

Conforme explica Alexandre Nogueira, Gerente de Vendas da Mercusys, uma das principais fabricantes mundiais de dispositivos de rede, “o ataque a roteadores nada mais é do que a tomada do controle desses dispositivos por um cibercriminoso. Assim como em outros tipos de invasão, o hacker precisa burlar as medidas de segurança implementadas para acessar a rede Wi-Fi. Logo, esse tipo de ataque costuma explorar credenciais de acesso (como logins e senhas) fracas, bem como outras vulnerabilidades não corrigidas”.

Ainda segundo o especialista, “invasões desse tipo podem acontecer com qualquer pessoa e são capazes de afetar toda a rede Wi-Fi. No entanto, algumas modificações simples na rotina digital do cliente já são suficientes para evitar grande parte dessas ameaças. Em suma, é muito mais simples prevenir esses hackings do que enfrentar suas consequências”.

Com isso em mente, a Mercusys preparou o material abaixo com algumas dicas e informações sobre como se prevenir contra invasões à sua rede Wi-Fi e reforçar a proteção do seu roteador. Confira:

 

Mude as credenciais-padrão do roteador

Todo roteador traz consigo um nome de usuário e uma senha que são utilizados para acessar suas configurações. No entanto, isso também as torna facilmente rastreáveis, não só por invasores, que podem quebrá-las em segundos, mas também por usuários comuns, que podem encontrá-las sem grande dificuldade, a partir de uma simples busca on-line.

De acordo com Alexandre Nogueira, “os hackers responsáveis por invasões de redes Wi-Fi já conhecem as credenciais-padrão de boa parte dos roteadores utilizados no mercado. Por isso, sempre que o cliente adquirir um roteador, seja novo ou usado, deve alterar imediatamente o nome de usuário e a senha. Além disso, vale ressaltar que a nova senha deve ser muito forte. Do contrário, caso um invasor consiga se conectar ao roteador, poderá assumir total controle sobre a rede”.

 

Troque o nome de rede do seu roteador (SSID)

Depois de mudar as credenciais de acesso do roteador, o usuário também deve trocar o nome da sua rede Wi-Fi, tecnicamente conhecido como SSID (Service Set Identifier). Segundo alerta Nogueira: “Roteadores novos costumam exibir o nome do fabricante no SSID padrão, e essa é uma informação que pode facilitar a quebra da senha da rede por hackers, já que permite que os cibercriminosos saibam que tipo de equipamento o usuário possui”.

Assim, para evitar invasões, o ideal é definir um nome de rede personalizado: “Nomes longos e complexos são melhores, pois também ajudam a reforçar a segurança WPA (Wi-Fi Protected Access). A criptografia do protocolo WPA usa o SSID como parte do algoritmo. Portanto, evitar nomes comuns (ou padrão) tornará a rede mais resistente a métodos de cracking de senhas”, completa.

 

Crie uma conexão Wi-Fi separada para os seus convidados

Certamente haverá momentos em que o usuário desejará fornecer seu Wi-Fi para outras pessoas. Tendo isso em mente, vale considerar a criação de uma rede sem fio adicional, exclusiva para visitantes e convidados.

Conforme detalha o especialista da Mercusys: “Uma rede de convidados isola a rede principal e permite que dispositivos de terceiros acessem a internet, porém mantendo arquivos e informações pessoais protegidos, e evitando que itens maliciosos ou fraudulentos se alastrem de maneira desenfreada. Dessa forma, o smartphone de um amigo, infectado com malware, por exemplo, não poderá comprometer o funcionamento dos dispositivos do dono da casa”.

Além disso, caso o cliente possua muitos dispositivos inteligentes (IoT), isolá-los em uma rede separada também pode ser uma boa ideia, já que muitos desses produtos não têm sua própria proteção contra ameaças cibernéticas.

 

Desative as configurações de acesso remoto

O acesso remoto permite fazer login nas configurações de administrador do roteador a partir de qualquer lugar do mundo. No entanto, a menos que o usuário seja um desenvolvedor, dificilmente essa função será utilizada. Logo, desativar esse recurso é uma maneira conveniente de manter os hackers afastados, já que as configurações só poderão ser acessadas quando o computador estiver fisicamente conectado ao roteador.

 

Atualize o firmware do seu roteador

O firmware nada mais é que o software responsável por controlar um hardware específico – nesse caso, o roteador. Como qualquer outro sistema operacional ou aplicativo, o firmware conta com atualizações periódicas, que podem ajudar a proteger o dispositivo contra ameaças e vulnerabilidades descobertas em versões anteriores. Por isso, é recomendável que, de tempos em tempos, o usuário consulte o site do fabricante do seu roteador e verifique se há novas atualizações de firmware disponíveis para download.

 

Sobre a Mercusys

Fundada em 2001, a Mercusys, marca do grupo TP-Link, é uma das principais fabricantes mundiais de dispositivos de rede como roteadores, repetidores, adaptadores e switches SOHO. Cooperando com renomados profissionais técnicos a nível global, a empresa desenvolve produtos inovadores com excelente custo benefício.

A marca, que tem como filosofia “criar um mundo mais inclusivo através da tecnologia”, é impulsionada pela inovação e visa proporcionar a seus usuários uma experiência Wi-Fi democrática, simples, estável, fluída e inteligente. O compromisso com a excelência está entre os pilares da Mercusys, que possui uma vasta rede global e o sonho de enriquecer vidas por meio de melhores conexões.